Voltar
Aumentar Fonte   Diminuir Fonte
Controle da Fonte

Tons do Amanhã traz beleza e harmonia para a vida de centenas de crianças



 


Concebido com o objetivo de afastar as crianças dos riscos da rua – como a violência, a droga, o álcool – e aproximá-las de uma atividade positiva, capaz de abrir novas perspectivas, o Programa Tons do Amanhã, desenvolvido pela Fundação José Carvalho (FJC), entra em seu quarto ano de trabalho.

 

O Programa, que começou em 2009, já atendeu  mais de 300 jovens, a maioria proveniente de famílias carentes e de instituições públicas. O curso abrange aulas teóricas e práticas. Nas aulas teóricas, os alunos aprendem conceitos relativos à música, como solfejo, melodia, musicografia (escrita da música), estética e história da música universal e brasileira. Nas aulas práticas, eles têm contato direto com o instrumento e desenvolvem a técnica para tocar.

 

O ingresso no Programa Tons do Amanhã é criterioso. Os candidatos passam por um processo seletivo curto, mas intenso, durante o qual se avalia, na primeira etapa, além da escrita e da percepção da criança e dos jovens, conhecimentos gerais sobre cultura musical brasileira, como estilos, compositores e instrumentos mais utilizados. Já a segunda etapa é de caráter eliminatório. Nela, é avaliada a parte rítmica e motora do candidato.

 

Aluno da 7ª série do Colégio Municipal Presidente Castelo Branco, em Pojuca, Jackson Santos dos Santos, de 13 anos, diz que a música é quase tudo em sua vida. “Quando eu cheguei no Programa, não sabia tocar nada. Pedi a meu pai um violão e comecei a praticar todos os dias. Sou feliz por isso”. Jackson ingressou no Tons do Amanhã em 2009. Hoje, ele acompanha com o violão o Grupo de Orquestra do Programa, do qual fazem parte alunos que já têm um nível maior de comprometimento com as aulas e apresentam mais habilidade com o instrumento. O jovem diz ainda ter o sonho de ser artista. “Quero ser músico, ter uma banda, tocar guitarra e ser cantor”.

 

Segundo Francisco Lima, um dos professores que ministram aulas no curso de musicalização da FJC, o trabalho com crianças e jovens realizado pela Fundação, através da musica, é de grande importância para a formação da cidadania. “Musicalizar a criança é suprir a carência que existe hoje na formação intelectual e cultural do estudante brasileiro”, diz Lima. Ele explica que a Lei nº 11.769, publicada no Diário Oficial da União, a qual alterou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) e tornou obrigatório o ensino de música no nível fundamental, deixa clara essa necessidade. “A Fundação sabe do valor da arte na vida dessas crianças. Por isso, o programa Tons do Amanhã preenche uma lacuna ainda maior no âmbito educacional, oferecendo ensino de excelência de forma gratuita, além de oficinas de Matemática e Português”, explica Francisco.

 

Sopro de vida

 

Em 2011, o Programa deu mais um passo importante; iniciou sua segunda etapa, com a implementação da orquestra de sopro profissional. Flautas transversais, clarinetas, sax alto, sax soprano e sax tenor foram direcionados aos alunos com maior destaque em 2009.

 

Em 2012, segundo o professor Francisco Lima, pensa-se em dar prosseguimento ao que já vem sendo feito, e acrescenta: “O entusiasmo e o desenvolvimento rápido dos alunos nos fazem acreditar em um futuro brilhante para esses jovens músicos”.


Voltar para o Topo



|| Fundação José Carvalho ||

www.fjc.org.br - 2016
Desenvolvido por: